Como perder a vergonha de fazer vídeos e começar seu canal no YouTube

Com a clara ascendência do YouTube nos últimos anos, cada vez mais pessoas querem entrar na plataforma. Fazer vídeo, porém, tem uma barreira psicológica grande para muitas pessoas: a vergonha de fazer vídeos.

O YouTube é uma plataforma exclusiva de vídeos, então para você fazer parte dela você precisa obrigatoriamente gravar e postar vídeos. E a vergonha (e o medo) de fazer os vídeos podem te impedir de iniciar o seu canal.

Eu já escrevi artigos explicando como ganhar dinheiro no YouTube e como aumentar seu canal. Apesar do foco ser no YouTube, o que vou te passar aqui também vale para as redes sociais em geral, como stories e posts de vídeo.

Agora e a vez de te ajudar a perder essa vergonha e medo e começar logo sua jornada.

3 passos para vender na internet

Oh dúvida cruel: aparecer ou não aparecer?

Uma dúvida que as pessoas mais tímidas têm é se é necessário aparecer ou não quando gravar um vídeo para postar no YouTube ou nas redes sociais.

A resposta é simples: não precisa aparecer, mas é melhor. A maioria das pessoas que têm sucesso com seus vídeos aparecem. Mas existem muitos canais que ninguém aparece e mesmo assim tem vários views e inscritos.

Em geral, as pessoas se identificam mais com o canal se elas veem alguma pessoa. Por isso que quem aparece tende a ter mais sucesso, mas isso não é uma regra. E, como disse, existem vários exemplos do contrário.

Se você tem muita vergonha ou algum tipo de limitação, então pode tentar fazer os primeiros vídeos sem aparecer. Apenas com a sua voz é mais fácil perder a vergonha de fazer vídeos né?

Fazendo vídeos sem aparecer

Quando você não quer aparecer, então você deverá se preocupar em ter algum tipo de material para mostrar no vídeo. Perceba que dessa forma você terá um trabalho a mais na edição do vídeo.

Como perder a vergonha de fazer vídeos e começar seu canal no YouTube

Se você aparecesse, bastaria se gravar e editar. É claro que você provavelmente iria colocar alguns efeitos, mas se você tem apenas a sua voz então deverá se preocupar em algo para mostrar na tela.

Aqui existem algumas opções:

  • Você pode capturar a tela do seu PC ou do seu celular (claro, se isso for relevante para o vídeo)
  • Você pode criar uma apresentação de slides e ir avançando conforme o vídeo vai caminhando
  • Você pode também criar algum tipo de animação, essa é mais trabalhosa, mas mais interessante

De resto, você deverá basicamente fazer a mesma coisa que faria se aparecesse. Vou ser repetitivo: não aparecer te dará mais trabalho de edição, mas também dá certo.

Um ponto que quero reforçar é que não aparecer te dá menos trabalho quando pensamos na questão de estúdio, câmeras, luzes, etc… Em geral, gravar áudio é mais simples.

Mas não se engane, o áudio é tão importante quanto o vídeo (talvez, até mais).

Uma alternativa que você pode pensar se não quiser aparecer é criar um podcast.

As pessoas estão acostumadas a apenas ouvir o podcast (apesar de existirem alguns canais no YouTube de podcast) e também é um formato que está em alta.

Fazendo vídeos sem aparecer

Fazendo vídeos aparecendo

A câmera pode ser muito assustadora, mas você vai se acostumar. Vou deixar aqui agora algumas dicas e insights para que você possa perder a vergonha de fazer vídeos e consiga gravá-los.

Vamos lá…

Minha primeira dica é: torne o ambiente de gravação confortável. Cada pessoa é cada pessoa, então isso é muito pessoal.

Algumas pessoas podem preferir estarem sozinhas com a câmera, outras podem se sentir melhor se uma pessoa específica (ou algumas) estiver junto.

Seja como for, faça aquilo que você se sente bem. Assim, será mais fácil você se soltar e ficar mais tranquilo.

Uma alternativa também é você imaginar que uma pessoa muito interessada no que você está falando está no lugar da câmera. Assim você vai explicando para essa pessoa.

Além disso, você também pode visualizar a pessoa concordando conforme você fala. Assim, a câmera é só um detalhe.

E agora vai a minha segunda dica, seja natural. Sei que é fácil falar e que no começo isso é muito difícil (quase impossível), mas aos poucos tenta ir se soltando.

É normal nos primeiros vídeos você ficar mais travado, falar rápido, falar baixo e até errar muito. Mas fique tranquilo, você vai se acostumar e você vai ficar melhor nisso.

É questão de tempo.

Outra coisa que pode te ajudar é ter o domínio sobre o assunto que você está falando. Se você sabe que está falando coisas certas então naturalmente você ficará mais confortável.

Agora, se você não tem tanta certeza assim. Recomendo que dê uma pesquisada a mais, afinal você também não quer passar nenhuma informação errada para o seu público né?

Medo do quê?

Agora, você tem medo ou vergonha do que?

O que de pior poderia acontecer com você se alguém conhecido visse o seu vídeo?

Provavelmente, nada.

Como perder a vergonha de fazer vídeos e começar seu canal no YouTube

Certa vez ouvi uma história de um YouTuber que disse que no começo ele tinha muita vergonha de gravar os vídeos. Ele tinha medo das pessoas descobrirem, mas ele deixou isso pra trás e começou a fazer o canal dele.

Depois de algum tempo, um amigo dele o encontrou no YouTube e sabe o que aconteceu?

Ele mandou uma mensagem, disse que viu o vídeo dele e que achou muito legal. No final, ainda o deu os parabéns.

Então, de verdade, o que poderia acontecer com você de tão ruim?

No começo, não vai ficar muito bom

Como tudo que começamos, os seus primeiros vídeos provavelmente não serão muito bons.

Você vai se achar estranho, o seu cabelo vai ficar ruim, sua voz não vai ficar legal, seus gestos serão muito mecânicos… Enfim, não vai ficar bom.

E sabe o que você tem que fazer? Postar o vídeo mesmo assim! Aos poucos você vai melhorando.

Já ouvi entrevista de vários YouTubers de sucesso e eles dizem que os primeiros vídeos deles foram ruins. Alguns até mantem esses vídeos no canal. E aos poucos eles foram melhorando.

E isso vai acontecer com você também. É só não desistir.

Conclusão

Perder a vergonha de gravar vídeos é um assunto recorrente para as pessoas que querem entrar no YouTube e criar o próprio canal. Existem várias formas de combater a timidez e o medo.

Essas formas vão desde criar um formato onde você não aparece até aplicar técnicas que te ajudam a esquecer a câmera e ser mais natural no vídeo.

Independente da forma que você escolher, saiba que o tempo é o melhor professor. No começo, as coisas não vão ficar tão boas, depois elas vão melhorando.

Você vai se acostumar com a câmera, vai editar melhor, vai ser mais assertivo no seu roteiro e o resultado final vai, aos poucos, ficar mais e mais profissional e ajustado ao seu público.

Agora, conta aí nos comentários. Qual é o tipo de vídeo que você faz ou quer fazer? Tem alguma outra dica? Posta aí que vou ler todos os comentários.

Até a próxima!

Junte-se ao grupo VIP Informe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos com prioridade
100% livre de spam

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!