O mercado futuro é alvo de grande interesse de investidores e traders. Isso porque é um mercado que permite grandes ganhos proporcionais graças a alavancagem característica nesse tipo de operação.

As operações mais básicas e conhecidas da renda variável pertencem ao mercado à vista. Quando você compra um lote de ações ou um fundo de investimento imobiliário está no mercado à vista: você compra o ativo e recebe o papel para mantê-lo e vender quando quiser (e se quiser).

Já o mercado futuro tem uma classe diferente de ativos, apesar de serem negociados mais ou menos da mesma maneira, as regras são diferentes e podem ser confusas aos novatos. Mas não é nada complicado.

Neste artigo vou te explicar sobre o mercado futuro, sua origem, como você pode negociar nele, suas vantagens e desvantagens. Então, vamos lá…

Origem do mercado futuro

A ideia inicial do mercado futuro foi de proteger empresas com operações dolarizadas. Imagine que uma empresa brasileira tem um trabalha com uma empresa estrangeira e a moeda desta negociação é o dólar.

Agora, quais são os riscos dessa empresa se ela tiver que pagar a estrangeira daqui 3 meses uma quantia em dólar? Bem, o principal risco é o real desvalorizar e ela precisar de mais dinheiro para completar a quantia em dólar.

Vou te dar um exemplo, a empresa A deve pagar à empresa B US$ 500.000 por conta de uma negociação, mas esse valor deve ser pago só daqui 3 meses. Se o dólar estiver custando R$ 4,50 então, na conversão, a empresa A precisará de R$ 2.250.000, certo?

Errado!

Ela precisará de R$ 2.250.000 se fosse pagar a empresa B hoje, mas daqui 3 meses quanto estará o dólar? Ninguém sabe. E se o dólar estiver R$ 5,00? Então a empresa A precisará de R$ 2.500.000, uma diferença de R$ 250.000.

Origem do mercado futuro

Perceba que a cada um centavo que o dólar varia, a diferença é de R$ 5.000, que é bem considerável. Então como a empresa A pode evitar isso?

Bem, uma solução é a empresa A comprar dólar e guardá-lo por três meses. Apesar de resolver, essa solução nem sempre é viável por questões de burocracia, taxas e administrativas.

O mercado futuro

E se a empresa A pudesse fazer um contrato com alguém que garantisse o seu poder de compra em dólar? Ou seja, se o dólar aumentasse esse alguém desse a diferença em real para a empresa A completar o valor e obter o mesmo valor em real?

No nosso exemplo onde o dólar passou de R$ 4,50 para R$ 5,00, a empresa A receberia R$ 250.000 para comprar dólar e voltar a ter US$ 500.000 e pagar a empresa B.

Bem, os contratos do mercado futuro fazem isso. O inverso, porém, também pode acontecer. Se por acaso o dólar desvalorizar e passar a valer R$ 4,00 então o poder de compra da empresa A diminui e “perde” R$ 250.000 para manter o seu poder de compra de US$ 500.000.

Mas o mercado futuro não se restringe a isso…

O que é o mercado futuro?

O mercado futuro é baseado em contratos e existem vários tipos de contratos. Alguns tipos são:

  • Dólar
  • Índice
  • Boi
  • Milho
  • Café
  • Soja
  • Ouro
  • Entre outros…

Neste artigo vamos abordar sobre contratos de dólar e de índice. No caso da seção anterior estávamos lidando com contrato de dólar.

Um contrato é a expectativa de quanto vai estar valendo o ativo na data do vencimento. Por isso, o contrato é um derivativo, ou seja, ele deriva do seu ativo. O contrato de dólar deriva do dólar, o contrato de índice deriva do Índice Bovespa, e assim por diante.

Então os contratos futuros variam de valor conforme o seu ativo varia. Se o ativo aumenta de valor, o seu contrato futuro também aumentará e vice-versa.

Você percebeu que eu disse que o contrato tem uma data de vencimento, certo?

Data de vencimento

Todo o contrato tem uma data de vencimento, portanto existem vários contratos ao longo do tempo: cada um com uma data de vencimento específica.

Voltando ao nosso exemplo da seção anterior, a empresa A escolheu o contrato que vence em 3 meses. Assim, a empresa garantirá seu poder de compra no momento do pagamento.

O que é o mercado futuro?

É interessante observar a diferença dos valores para o mesmo contrato em várias datas de vencimento. Por exemplo, no momento que estou atualizando este artigo (final de outubro de 2020) o Ibovespa está nos 93.952,40 pontos; os seus contratos valem:

  • 12/2020: 94.500 pontos
  • 02/2021: 96.855 pontos
  • 04/2021: 97.175 pontos

Então, o mercado espera que em dezembro o Ibovespa aumente um pouco, aumente mais em fevereiro de 2021 e mais ainda em abril.

Ajuste

Quando você compra uma ação, só terá lucro ou prejuízo quando vender a ação. O valor da ação varia diariamente, mas você, de fato, só ganhará ou perderá dinheiro quando vender a ação.

O mercado futuro, porém, funciona um pouco diferente. Os contratos têm liquidação diária, então você não precisa vender o contrato para ganhar ou perder dinheiro.

Se você comprou um contrato e a sua cotação aumentou no fechamento do dia, você terá o valor do lucro creditado automaticamente na sua conta. Se você teve prejuízo então o valor será debitado automaticamente da sua conta. E o contrato continua sob sua posse até você vendê-lo.

No dia seguinte, você começa “zerado” e terá o valor creditado e debitado da sua conta considerando o início do dia.

O valor usado para calcular esse crédito e débito não é o valor do fechamento do dia. Esse valor, na verdade, é o chamado ajuste.

No final do dia, cada contrato tem o seu valor de ajuste calculado utilizando algumas regras. Geralmente esse valor é calculado alguns minutos antes do fechamento do mercado (cada contrato tem um regra específica).

Minicontratos

Até agora sempre falei sobre contratos futuros, certo? Bem, existem também os minicontratos. Mas não se preocupe, a ideia é bem simples.

Os contratos têm regras e valores mínimos relativamente altos, então para popularizar as operações para o grande público foram criados os minicontratos.

Um minicontrato vale 20% do contrato “grande”. Além disso, tem eles têm lotes mínimos diferentes.

Você pode negociar contratos em lotes de 5 contratos. Ou seja, você deve sempre negociar em múltiplos de 5 (5, 10, 15,… contratos). Já o minicontrato têm lote mínimo de 1, ou seja, você pode negociar quantos contratos quiser (1, 2, 3,… contratos).

Então, além de valer 20% do contrato “grande”, o minicontrato ainda pode ser negociado individualmente. Por isso, o minicontrato deixou o mercado futuro tão acessível.

Negociação

O mercado futuro é negociado também na nossa bolsa de valores. Aqui vou explicar sobre os detalhes de negociação do índice e dólar futuros.

Negociação

Índice futuro

O índice futuro é um derivativo do Ibovespa, que é o principal índice da nossa bolsa de valores. Então, se você quer negociar um ativo que anda de acordo com o que a nossa bolsa varia, o índice futuro é a sua escolha.

O índice futuro é negociado em pontos e o seu valor é o valor esperado do Ibovespa na data de vencimento do contrato (como já mostrei um pouco mais acima).

Ele varia de 5 em 5 pontos, então você nunca vai ver a negociação do índice futuro nos 100.157 pontos, por exemplo, ele deverá ser 100.155 ou 100.160 pontos. Então, essa é a variação mínima deste contrato.

Cada ponto no contrato de índice futuro vale R$ 1, então cada variação mínima é de R$ 5 (já que cada variação mínima é de 5 pontos). Já no minicontrato cada ponto vale R$ 0,20, então cada variação mínima é de R$ 1 (5 vezes R$ 0,20).

O contrato do índice futuro vence todo mês par, na quarta-feira mais próxima do dia 15. Então, no segundo semestre de 2020 ele vencerá em:

  • 12/08
  • 14/10
  • 16/12

Portanto, existem 6 contratos de índice futuro por ano.

Código

O código do índice futuro é formado pelo prefixo IND, acompanhado pela sigla do mês de vencimento, seguido pelo ano.

As siglas dos vencimentos são as seguintes:

  • Fevereiro: G
  • Abril: J
  • Junho: M
  • Agosto: Q
  • Outubro: V
  • Dezembro: Z
Índice futuro

Logo, os códigos dos contratos que vencem no segundo semestre de 2020 são:

  • Agosto: INDQ20
  • Outubro: INDV20
  • Dezembro: INDZ20

Assim, temos as seguintes datas de vencimento para o contrato “grande”:

CódigoVencimento
INDQ2012/08/2020
INDV2014/10/2020
INDZ2016/12/2020

Os minicontratos são muito parecidos, a diferença é que o prefixo é WIN, ao invés de IND. Nesse caso, os minicontratos que vencem no segundo semestre do 2020 são:

  • Agosto: WINQ20
  • Outubro: WINV20
  • Dezembro: WINZ20

E as datas de vencimento para os minicontratos são:

CódigoVencimento
WINQ2012/08/2020
WINV2014/10/2020
WINZ2016/12/2020

Dólar futuro

Como o nome diz, o contrato de dólar futuro é um derivativo da moeda americana (o dólar). Se você acha que o dólar irá aumentar ou diminuir e quer negociar essa diferença, é o dólar futuro que deve procurar.

O dólar futuro também é negociado em pontos e o seu valor é o valor esperado para a moeda norte-americana vezes 10.000 no dia do vencimento do contrato. Se você espera que na data de vencimento, o dólar esteja valendo R$ 5,12 então o dólar futuro estará na casa dos 51.200 pontos (5,12 x 10.000).

Ele varia de meio em meio ponto e cada ponto vale R$ 50. Então, cada variação mínima vale R$ 25 (cada variação mínima é de 0,5 ponto). Já no minicontrato, cada ponto vale R$ 10 e cada variação mínima vale R$ 5.

O contrato de dólar futuro vence todo último dia útil do mês. No segundo semestre de 2020, portanto, ele vencerá:

  • 31/07
  • 31/08
  • 30/09
  • 30/10
  • 30/11
  • 30/12

Logo, existem doze vencimentos de contrato por ano.

Código

O código do contrato futuro de dólar é formado pelo prefixo DOL, acompanhado pela sigla do mês de vencimento, seguido pelo ano.

  • Janeiro: F
  • Fevereiro: G
  • Março: H
  • Abril: J
  • Maio: K
  • Junho: M
  • Julho: N
  • Agosto: Q
  • Setembro: U
  • Outubro: V
  • Novembro: X
  • Dezembro: Z

Assim, os códigos dos contratos que vencem no segundo semestre de 2020 são:

  • Julho: DOLN20
  • Agosto: DOLQ20
  • Setembro: DOLU20
  • Outubro: DOLV20
  • Novembro: DOLX20
  • Dezembro: DOLZ20

As datas para vencimento do contrato de dólar são:

ContratoVencimento
DOLN2031/07
DOLQ2031/08
DOLU2030/09
DOLV2030/10
DOLX2030/11
DOLZ2030/12
Dólar futuro

Assim, como no minicontrato de índice futuro, o minicontrato de dólar futuro é parecido com o contrato “grande”. Ao invés do prefixo DOL, é utilizado o prefixo WDO. Os códigos dos minicontratos que vencem no segundo semestre de 2020 são:

  • Julho: WDON20
  • Agosto: WDOQ20
  • Setembro: WDOU20
  • Outubro: WDOV20
  • Novembro: WDOX20
  • Dezembro: WDOZ20

E as datas de vencimento dos minicontratos são:

ContratoVencimento
WDON2031/07
WDOQ2031/08
WDOU2030/09
WDOV2030/10
WDOX2030/11
WDOZ2030/12

Imposto de renda

Assim como em outros produtos da renda variável, o imposto de renda que incide sobre as operações no mercado futuro tem as mesmas regras.

O imposto só é devido para as operações que tiverem lucro e a alíquota utilizada é a seguinte:

  • Day trade: 20% sobre o lucro
  • Swing trade: 15% sobre o lucro

Alavancagem no mercado futuro

Os produtos do mercado futuro, principalmente índice e contrato futuro podem ser muito alavancados. Isso acontece principalmente, por eles têm grande liquidez.

A alavancagem é um serviço que a maioria das corretoras disponibilizam aos seus clientes. De forma resumida, a ideia é que a corretora te permita negociar um volume financeiro maior com uma quantia de dinheiro menor.

Para isso, a corretora pede uma margem. Que nada mais é uma garantia. Como você vai estar movimentando um valor financeiro grande então a corretora pede essa garantia.

Alavancagem no mercado futuro

Assim, se você fizer as decisões erradas e perder dinheiro a corretora irá consumir essa garantia. Se você perder mais dinheiro do que a garantia suas operações serão encerradas de forma obrigatória.

A corretora faz isso para não perder dinheiro (se você ficar “negativo”, a corretora que deverá pagar pelas suas operações), mas se não der tempo de encerrar suas operações você poderá ficar devendo para a corretora.

Apesar de ser muito interessante, você precisa entender muito bem o que alavancagem antes de entrar nesse meio. Muito cuidado.

Conclusão

O mercado futuro tem produtos que são amplamente utilizados por traders diariamente pela sua grande liquidez e altíssima variação. Principalmente através do índice e dólar futuro.

Entretanto, empresas (e até pessoas físicas) podem utilizá-lo como forma de “seguro” para garantir seu poder de compra e até mesmo outros objetivos.

A grande ideia do mercado futuro é negociar contratos para quanto os ativos que eles são derivados valerão na data do vencimento. Por isso, eles podem ser usados em trades e em seguros.

E aí… Você já faz operações no mercado futuro ou quer fazer? Quais produtos mais chamam sua atenção?

Junte-se ao grupo VIP Informe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos com prioridade
100% livre de spam

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Marcelo M. disse:

    Muito bom!

    Adoro quando leio algo que me ajuda em alguma coisa.